fbpx

A ambientação dos espaços litúrgicos e celebrativos contribui para uma melhor vivência da Palavra. 

Partilhamos mais abaixo uma galeria de fotografias que retiramos da internet com óptimas sugestões para ambientar diferentes espaços da comunidade, durante o tempo da Quaresma.

Durante a Quaresma, muitas comunidades optam por retirar as imagens dos altares ou cobri-las com panos negros.

Nas imagens 1, 2 e 3 podemos ver outras formas de ambientar a Igreja que transmitem as mesmas ideias contenção e reflexão. Ao substituir as flores por ramagens e paus sem folhas, e colocando pedras junto dos vasos, recriamos a paisagem de deserto. Panos em tom creme saídos dos vasos reforçam a ideia da aridez do caminho. Os tecidos roxos remetem para a cor dos paramentos litúrgicos do tempo quaresmal.

Nas imagens 4, 5, 6, 7/8 encontramos alguns símbolos que podem ser usados em celebrações penitenciais.

Uma cruz que se preenche de luz no fianl da reconciliação, recorda-nos que é na graça do perdão que reencontramos a misericórdia de Deus.

A cruz composta por diferentes pedaços de cartolina (imagem 5) pode ser construída à medida que os penitentes se reconciliam. Podem inclusive escrever uma mensagem ou uma oração antes de a depositar no espaço que, para facilitar, deverá ter desenhados os rebordos das diferentes peças.

A cruz feita de tiras de papel (imagem 6) é ideal para uma celebração ou actividade na catequese da infância. Em conjunto, podem ir decorando o papel branco recortado em forma de cruz que ganha uma nova vida quando colocada contra a luz. Se a sala de catequese tiver janelas é uma belíssima maneira de as decorar porque se assemelham a vitrais.

As imagens 7 e 8 mostram as duas fases de uma técnica que também pode resultar muito bem numa celebração penitencial. Primeiro, recorta-se uma cruz em cartolina. Com tintas de óleo e alternando as cores para surtir mais efeito, pinta-se todo o rebordo da cruz. Depois, coloca-se a cruz sobre uma folha branca, fixando-a para se manter sempre no mesmo sítio. No final da reconciliação, cada um é convidado a chegar junto a cruz e espalhar parte da tinta da cruz para a folha branca. No final, retira-se a cruz em cartolina e conseguimos ficar com uma outra cruz que irradia cor e vida. O perdão e contributo de todos foi a forma de termos conseguido esta nova cruz. O perdão fica também associado à cor com que cada um terá ficado nas mãos. No final, todos terão as mãos pintadas, porque foram perdoados.

Os cantinhos da oração podem ser criados na sala da catequese ou em casa. Para os decorar de forma especial durante o tempo da Quaresma o uso de pedras, areia e coroa de espinhos tem uma grande carga simbólica. As velas, objectos que associamos naturalmente à oração, ficam assim inseridas num ambiente que nos recorda o deserto, a interioridade e o sofrimento de Cristo.

Esperamos que esta reclha de imagens te inspire e te ajude a decorar com mais sentido e significado os diferentes espaços da comunidade.

Por favor, não te esqueças de votar e comentar este artigo. Obrigada!

Siga-nos

Visite as livrarias

Quem Somos

Somos uma editora católica, fiel ao carisma de S.João Bosco. Especializados em catequese e pastoral juvenil, estamos em Portugal há quase 70 anos. "Educação e Evangelização" é o nosso lema. Temos lojas próprias nas cidades do Porto, Lisboa e Évora e estamos presentes nas principais livrarias católicas portuguesas.

Contactos

Rua Duque de Palmela, 11
4000-373 PORTO

(+351) 225 365 750

edisal@edicoes.salesianos.pt