fbpx

Índice do artigo


6. Meditação
“Erguendo as mãos abençoou-os” Ainda vivo dessa bênção, Senhor. Não estive presente, mas sinto que foi uma energia nova, envolta em saudade profunda. Um coração de homem que Deus escolheu por amor, para dizer adeus. Foi em clima de oração donde brotou a alegria dos discípulos. Em silêncio. Só assim “o adeus” se transformou em vida depois de brotar, crescer e amadurecer. Já nasceu o deserto por onde eu também poderei subir.
7.Oração
“Senhor, como estás longe e oculto e presente! Oiço apenas o ressoar do teu silêncio que avança para mim e a minha vida apenas toca a franja límpida da tua ausência. Fito em meu redor a solenidade das coisas como quem tenta decifrar uma escrita difícil. Mas és Tu quem me lês e me conheces. Faz que nada do meu ser se esconda. Chama à tua claridade a totalidade do meu ser para que o meu pensamento se torne transparente e possa escutar a palavra que desde sempre me dizes”. (Sophia de Mello Breyner Andresen)
8. Contemplação
Subida de Jesus
Na sua Ascensão, Jesus não foi para o alto,
entrou para dentro de mim e de ti.
Brilhe o sol sobre o teu rosto, hoje e por muitos dias futuros.
Esteja sempre sobre ti a bênção da luz. Brilhe o sol sobre ti e aqueça o teu coração.
Brilhe como um grande fogo onde se possam
aquecer os amigos e também os desconhecidos.
Brilhe uma luz a partir dos teus olhos como uma vela sobre o parapeito de uma casa,
que convide o viandante a entrar para se abrigar do temporal.
Oração tradicional Irlandesa

Poema
Sobe a nuvem de luz


Enquanto os abençoava, Separou-se deles e elevava-se ao céu. Lc 24,51


Estive em Teu monte santo do adeus
Com a alma pobre desnuda interpelante.
Deixaste para nós Tua seara abundante,
A nova criação o caminho para os céus.


Era um poente tecido de luz
Subias lentamente ó Jesus.
Uma criança tomou tuas sandálias
Onde em primavera florescem dálias.


Deixas Tua terra sobes num adeus
Fico à espera olhando para os céus.
Um dia virás majestoso Rei
Levando a igreja teu povo, tua grei.


Como te invejo nuvem colorida.
Vai meu Salvador és o Rei da glória.
À tua espera galante tapeçaria
Um trono de luz eterna memória.


Partiste de mim Cordeiro Imaculado
Divino pastor minha saudade.
Que alegria de nos teres deixado
A promessa de ver-Te na eternidade.


Abriram-se os céus. É dia pleno.
(D. João Marcos)
J. Rocha Monteiro in “Manhãs abertas”

Siga-nos

Visite as livrarias

Quem Somos

Somos uma editora católica, fiel ao carisma de S.João Bosco. Especializados em catequese e pastoral juvenil, estamos em Portugal há quase 70 anos. "Educação e Evangelização" é o nosso lema. Temos lojas próprias nas cidades do Porto, Lisboa e Évora e estamos presentes nas principais livrarias católicas portuguesas.

Contactos

Rua Duque de Palmela, 11
4000-373 PORTO

(+351) 225 365 750

edisal@edicoes.salesianos.pt