fbpx

No final de um encontro de reflexão sobre o capítulo 2 da "Amoris Laetitia" pode ser bom terminar com um momento de oração.

Aqui fica uma proposta.

Motivação:

Neste 2º capítulo, o Papa Francisco convidou-nos a olhar em redor para ver os desafios que se colocam à família hoje. Com empenho e humildade, lemos, estudámos, comparámos as experiências uns dos outros. Agora, ao terminar, o nosso encontro, queremos refrescar o nosso olhar com a oração. Mais real do que todos os estudos é o olhar amoroso que Deus tem sobre nós e sobre todas as famílias do mundo.

Canto:

Podemos escutar e cantar esta canção "Asas". Fala da confusão de quem se perde; mas fala também da urgência de reencontrarmos em Deus as nossas raízes.



Brincam no céu e voam rumo ao sol.
Filhos do vento neste planeta azul
Se voam para trás, perdem o vento
e já não há céu pelo qual voar.
Tu bem sabes, tu bem sabes

Face ao passado o coração nada sente
face ao futuro, cegueira e trevas em ti.
Dia após dia, a tua prisão
está toda aí. Ficaste sem o céu.

Não terás em troca mais que o nada
Todo preso ao teu passado
entre os braços incertos do futuro
não acharás resquício de paz.

Como as asas se abrem para voar
abre ao presente é o único céu que tens
Se perdes as asas, fecha-se a rede sobre ti
Vive, já e aqui.
Voar no presente, brisa ou borrasca em ti
Voar no presente, voo para Ti!
Tu bem sabes

Estão em Ti as minhas fontes
Estão em Ti os planos do meu coração
Cada instante é um ventre do céu
onde renasço agora.

Esta canção está disponível no livro-cd UT - Canções para crescer na fé.
Salmo 87

Dois salmistas podem ir lendo o salmo de forma alternada.
Fundada por Ele sobre o monte santo,
o Senhor ama a cidade de Sião
mais que todas as moradas de Jacob.

Gloriosas coisas se dizem de ti,
ó cidade de Deus.

Incluirei Raab e Babilónia
na lista dos que me conhecem;
a Filisteia, Tiro e a Etiópia,
uns e outros ali nasceram.

Mas de Sião há-de dizer-se: "Todos lá nasceram;
o próprio Altíssimo a fortaleceu."
O Senhor escreverá no registo dos povos,
anotando: "Este nasceu em Sião."

E eles dirão, cantando e dançando:
"A minha única fonte está em ti."
Todos juntos, concluímos: Glória ao Pai...
 
Desperta

Espontaneamente cada participante lê uma destas preces.
Desperta, Senhor, os nossos corações
que se instalaram na mediocridade
e já não têm força para amar com fogo.

Desperta, Senhor, o nosso sonho
que se apagou com pobres mentiras
e já não tem razões para esperar.

Desperta Senhor a nossa fome de Ti,
porque comemos manjares que já não saciam
e estamos sem forças para continuar a caminhada.

Desperta, Senhor, o nosso desejo de felicidade,
porque nos perdemos em diversões ocas
e esquecemos os segredos das tuas promessas.

Desperta, Senhor, o nosso silêncio oco
porque precisamos de palavras de vida
e só escutamos apelos de moda e consumo.

Desperta, Senhor, o nosso desejo de Te ver
pois temos muitas coisas a preocupar-nos
e preferimos dormir a estar acordados por tua causa.

Desperta, Senhor, a nossa amizade gratuita
porque nos acomodámos aos sofás
e só apreciamos o que é bem pago.

Desperta, Senhor, a nossa fé adormecida
para que se acabem os pesadelos
e possamos viver todos os dias como uma festa.

Desperta, Senhor, a tua Palavra nova
que nos livre de tantos anúncios e promessas
e nos traga a claridade do Evangelho.

Desperta, Senhor o nosso espírito adormecido
porque há caminhos que só se andam
com os olhos abertos, capazes de Te reconhecer.

Desperta, Senhor, o teu fogo vivo.
Purifica-nos por dentro e por fora
e ensina-nos a viver despertos.

Siga-nos

Visite as livrarias

Quem Somos

Somos uma editora católica, fiel ao carisma de S.João Bosco. Especializados em catequese e pastoral juvenil, estamos em Portugal há quase 70 anos. "Educação e Evangelização" é o nosso lema. Temos lojas próprias nas cidades do Porto, Lisboa e Évora e estamos presentes nas principais livrarias católicas portuguesas.

Contactos

Rua Duque de Palmela, 11
4000-373 PORTO

(+351) 225 365 750

edisal@edicoes.salesianos.pt