O Pe. Tarcízio Morais, sdb, entrevistou o Pe. Rossano Sala sobre o que aconteceu na reunião pré-sinodal que reuniu 315 jovens dos 5 continentes. 

Don Rossano Sala, SDB, membro da Secretaria Geral do Sínodo dos Bispos conversou, em exclusivo, com  a Agência de Notícias Salesianas. A entrevista, com cerca de 20 minutos, foi conduzida pelo Pe. Tarcízio Morais, conhecido dos leitores das Edições Salesianas pela sua participação no E-vangelizar.

A entrevista, disponível no youtube, centrou-se sobre o encontro pré-sinodal que decorreu, em Roma, entre os dias 19 a 24 de março. A conversa começa por explicar a finalidade do encontro que reuniu 315 jovens dos 5 continentes. Procurou-se, sobretudo,  “Contribuir para o êxito do Sínodo”, explica Don Rossano. Referindo-se à intervenção do Papa Francisco que fez questão de estar presente neste encontro, o secretário sinodal sublinhou que era “impossível fazer-se o sínodo [sobre o tema «Os jovens, a fé e o discernimento vocacional] sem saber o que ia no coração dos jovens, quais os seus sentimentos, inquietações, medos e esperanças”.

O Pe Tarcízio quis saber de que forma se desenrolaram os trabalhos deste encontro, em termos operativos. “Através de um método colaborativo”, explicou Don Rossano. Os trabalhos de grupo foram organizados por idiomas (9 grupos de língua inglesa, 4 grupos de língua espanhola, 4 de língua italiana e 3 de língua francesa), com 15 elementos cada, que trabalharam sobre o documento de 15 perguntas divididas em 3 setores:

- Condição juvenil

- Palavras-chave do Sínodo

- Instrumentos e ação pastoral da Igreja

O documento foi discutido numa primeira fase, e as conclusões foram apresentadas em sessão plenária. Depois, avançou-se para uma segunda versão do documento que foi aprovada no sábado de manhã, o que “implicou um grande esforço, poucas horas de sono para que a versão final ficasse pronta a tempo”.

Quando questionado sobre os conteúdos desse documento, o membro da Secretaria Geral do Sínodo dos Bispos, refere que os jovens pedem que a Igreja os ajude a saber lidar com a multiculturalidade e o mundo multirreligioso em que vivem e a conseguirem integrar na sua espiritualidade o impacto das novas tecnologias. Acrescenta, ainda, a interpelação que os jovens fazem à Igreja para que esta seja mais clara nas temáticas da vocação, métodos e modos de evangelizar, sobre a Palavra, Liturgia, Sacramentos, Moral,  bem como o papel da mulher na Igreja e no Mundo.

Quase no final da entrevista, o Pe. Tarcízio pergunta "Enquanto salesiano, o que é que mais te impressionou neste encontro?"Don Rossano sala não hesita em realçar o privilégio que foi o contacto com aqueles 315 jovens, vindos de todo o mundo, crentes e não-crentes, “com um desejo forte de serem parte da Igreja e do mundo”, que testemunharam a experiência de “fazer parte de uma igreja que acolhe e que escuta”. Acrescentou ainda o bom que foi “redescobrir o dinamismo juvenil de ser igreja”. “Um dinamismo”, explica, “capaz de arriscar, capaz de não temer as quedas, capaz de apostar nos jovens, um dinamismo aberto à criatividade, que não perde a esperança, que encontra no jovem, mesmo aquele que está abandonado, um ponto acessível ao bem. E na juventude de hoje, há muitos pontos acessíveis ao bem”, rematou.

Colocamos, mais abaixo, o vídeo da entrevista.

 

Siga-nos

Visite as livrarias

Quem Somos

Somos uma editora católica, fiel ao carisma de S.João Bosco. Especializados em catequese e pastoral juvenil, estamos em Portugal há quase 70 anos. "Educação e Evangelização" é o nosso lema. Temos lojas próprias nas cidades do Porto, Lisboa e Évora e estamos presentes nas principais livrarias católicas portuguesas.

Contactos

Rua Duque de Palmela, 11
4000-373 PORTO

(+351) 225 365 750

edisal@edicoes.salesianos.pt