As Edições Salesianas estiveram nos últimos 70 anos no edifício onde foram fundadas.

Há 70 anos na baixa do Porto, as Edições Salesianas vão sair do edifício onde fundaram esta obra. O Pe. Rui Alberto, diretor editorial, explica as razões que justificam esta tomada de decisão.

70 anos de história

As Edições Salesianas foram fundadas pelo Pe. Humberto Pasquale, salesiano sacerdote italiano. Desde a sua transferência para Porto (1945), sonhava em encontrar um espaço para acolher a editora e livraria salesiana. Conta nas suas memórias(1) que, ao passar por um edifício junto da Rua Fernandes Tomás, terá escutado a frase “É esta! É esta!”. Por intermédio de amigos comuns, faz chegar uma proposta de aluguer à proprietária da casa, Filomena Mesquita. Ao ser conhecedora do interesse do “padre da rua”, como era conhecido o salesiano pela sua missão apostólica junto de rapazes desfavorecidos, profere a seguinte frase: “Eu não alugo a minha casa, nem a vendo. Ao padre Humberto, dou-lha.” Corre o ano de 1947, e as Edições Salesianas passam a ter uma sede oficial dirigida por uma comunidade de salesianos sob o nome de casa Maria Auxiliadora.

As instalações próprias foram decisivas para iniciar o crescimento da missão editorial da congregação fundada por S. João Bosco. Desde então, a estrutura da editora desenvolveu-se, ocupando diferentes salas e andares do edifício.

A livraria viria a ocupar o R/C do edifício. Na cave, o armazém, e nos outros andares passaram a funcionar os escritórios, estúdio de gravação e diferentes unidades gráficas e produtivas. Destas últimas, destacam-se os slides e diaporamas, produtos que foram a imagem de marca das Edições Salesianas nas décadas de 70 e 80. 

Mudar para melhorar

Volvidos setenta anos, entendeu a Província Salesiana que era hora de mudar de instalações.

Confrontamo-nos com a necessidade de dimensionar os espaços às funções e desafios que hoje se colocam à editora”, explica o Pe. Rui Alberto. Sem abdicar de uma localização central na cidade do Porto, a escolha do novo espaço obedeceu a critérios  “sobretudo de funcionalidade. [Procuramos] Maior capacidade de trabalhar em rede, de forma integrada [bem como] maior facilidade de contacto com fornecedores e clientes”, esclarece o diretor editorial.

O processo de mudança iniciou com o encerramento da residência salesiana que, desde julho de 2017, passou a integrar a dos Salesianos Porto, presença mais conhecida por Colégio dos Órfãos.

Nos meses de fevereiro e março de 2018 será tempo de os serviços centrais, e a livraria mudarem para espaços diferentes. A loja passará a estar fisicamente independente da sede, e operará num espaço comercial na zona oriental da cidade.

A editora ocupará uns antigos armazéns de acessórios de moda sitos na Rua Duque de Palmela. 

Sobre o que poderão esperar os clientes das novas instalações, o diretor editorial não hesita em responder: “Um espaço amplo, com facilidade de acesso, sem a pressão de estacionamento do centro da cidade”.

Muda a morada, mas mantém-se a identidade editorial. Esclarece o Pe. Rui Alberto, que , desde a sua fundação, o que define a editora salesiana é “a atenção às pontes entre evangelização e educação. Dedicamo-nos de forma especial  a todos aqueles que exercem algum tipo de ministério evangelizador, oferecendo-lhes ferramentas de trabalho e propostas de formação e crescimento pessoal.

O processo de mudança deverá estar concluído no final do mês de maio, prevendo-se a inauguração oficial da nova sede no decorrer do mês de junho de 2018.

 

(1)  O traquina de Deus, 2014, Edições Salesianas

Siga-nos

Visite as livrarias

Quem Somos

Somos uma editora católica, fiel ao carisma de S.João Bosco. Especializados em catequese e pastoral juvenil, estamos em Portugal há quase 70 anos. "Educação e Evangelização" é o nosso lema. Temos lojas próprias nas cidades do Porto, Lisboa e Évora e estamos presentes nas principais livrarias católicas portuguesas.

Contactos

Rua Duque de Palmela, 11
4000-373 PORTO

(+351) 225 365 750

edisal@edicoes.salesianos.pt